Home / Mundo / A festa de Salvini na noite da tragédia que está a indignar Itália

A festa de Salvini na noite da tragédia que está a indignar Itália

O ministro do Interior italiano não deixou de ir a uma festa do seu partido, a Liga do Norte, no dia do colapso da ponte em Génova.

Na noite da queda da ponte Morandi, em Génova, quando já se sabia que mais de 25 pessoas tinham sido vítimas desta tragédia (de acordo com o mais recente balanço provisório morreram pelo menos 38 pessoas) e a Itália estava de luto, Matteo Salvini, ministro do Interior, marcou presença numa festa da Liga do Norte em Messina, revela o La Repubblica. As imagens da festa, que mostram Salvini sorridente e a cortar o bolo com a frase ‘Vence a equipa’, estão a gerar polémica e a causar grande indignação em Itália.

Na festa da Liga do Norte estiveram 260 pessoas. Comeram, beberam, e, claro, quiseram aproveitar o momento para estarem com Matteo Salvini, o líder do partido de extrema-direita, e para tirarem fotografias com ele. Essas imagens foram publicadas nas redes sociais e foram o rastilho da polémica.

Antonio Mazzeo foi um dos que tirou uma fotografia com Salvini. “Maravilhoso Ferragosto (a festa da Assunção de Maria, que habitualmente se celebra no dia 15 de agosto) alternativo com o ministro”, escreveu.

Nas redes sociais as reações não tardaram. Houve quem perguntasse por que razão “o ministro não foi a Génova? Porque é que não cancelou aquele jantar?”. A verdade é que Matteo Salvini, que tutela o ministério do Interior que é responsável pelos bombeiros e por outras forças de segurança envolvidas nas operações de socorro em Génova, não alterou a sua agenda depois de tomar conhecimento do colapso da ponte Morandi.

Outros falaram em “dano moral” da parte do ministro.

Também houve quem pedisse a demissão de Salvini nas redes sociais, bem como rivais do Partido Democrático. Matteo Orfini, líder deste partido, lamentou os festejos de Salvini “nas horas dramáticas de Génova, que são um estalo na dor do nosso país”.

Face à controvérsia, o ministro do Interior decidiu finalmente cancelar um evento da sua agenda esta quarta-feira. Deveria ter atuado como DJ em Ravena, segundo o Il Post.

pub