Home / Comunidades Emigrantes / Assalto em que morreu português na Venezuela organizado pelo guarda-costas

Assalto em que morreu português na Venezuela organizado pelo guarda-costas

As autoridades venezuelanas detiveram dois irmãos suspeitos de envolvimento no assassínio de um comerciante português na localidade de Higuerote, a 120 quilómetros a leste de Caracas, capital da Venezuela, no fim de abril.

As detenções foram efetuadas por oficiais do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC), após uma rusga a uma residência na localidade de Guarenas, 40 quilómetros de Caracas, durante a qual as autoridades encontraram parte dos bens roubados à vítima, entre joias, um cofre e outros objetos de valor.

Segundo fontes policiais, citadas pela agência Lusa, um dos detidos, identificado como Isbel Amílcar Saltrón Rivar (30 anos), trabalhava como guarda-costas do comerciante e terá sido quem organizou o assalto à casa da vítima, juntamente com um irmão, um adolescente de 17 anos cujo nome não foi revelado.

Daniel de Abreu Pestana, de 49 anos, foi assassinado a 25 de abril, na localidade de Carenero, Higuerote, e o cadáver foi depois encontrado dentro da própria viatura, apresentando ferimentos provocados por arma branca.

A polícia procura um terceiro indivíduo que terá também participado no assalto e no sequestro do cidadão português.

pub