Home / Mundo / Avião aterra de emergência após janela da cabine do piloto se partir

Avião aterra de emergência após janela da cabine do piloto se partir

Um avião chinês foi obrigado a fazer uma aterragem de emergência em 20 minutos depois de uma janela na cabine de pilotagem se partir, a 9.75 quilómetros de altitude.

De acordo com o “Daily Mail”, o capitão Liu Chuanjian disse numa entrevista ao “Chengdu Business Daily” que o co-piloto foi “parcialmente sugado para fora do pára-brisas e tinha metade do corpo a balançar no ar”. O piloto explicou que “a temperatura na cabine de pilotagem desceu para -40ºC” e “a maior parte dos botões de controlo deixou de funcionar”. Segundo o capitão, o co-piloto foi salvo pelo cinto de segurança.

Zeng Jun, um dos passageiros, disse que “o avião começou a descer de repente depois de cerca de uma hora a voar”. Havia pessoas a gritar, malas a cair do porta-bagagens e caixas de comida espalhadas pelo corredor do avião.

O avião enviou um alerta Squawk 7700, para avisar o posto de controlo da região sobre a emergência. A aeronave, que voava para Lhasa, no norte da China, teve que se dirigir para o Aeroporto Internacional de Chengdu Shuangliu. onde aterrou em segurança às 7.46 horas da manhã desta segunda-feira (00.46 horas em Portugal continental).

O co-piloto ficou com arranhões na cara e lesões leves na cintura. Uma passageira também ficou ferida na cintura. As duas vítimas, bem como mais 27 passageiros que alegaram não se sentirem bem, foram imediatamente levados para um hospital local.

Os restantes passageiros foram encaminhados para o voo seguinte, que partia às 11.50 horas da manhã (4.50 da manhã em Portugal continental) para Lhasa.

A Sichuan Airlines emitiu um comunicado inicial a dizer que o acidente foi causado por uma falha na unidade de controlo do voo. A Administração de Aviação Civil da China e a companhia aérea vão continuar as investigações.

pub