Home / Mundo / Co-piloto “parcialmente sugado” através de janela partida do avião

Co-piloto “parcialmente sugado” através de janela partida do avião

É o segundo acidente do género em poucos meses.

Um avião da companhia aérea chinesa Sichuan Airlines foi forçado a uma aterragem de emergência, esta segunda-feira, depois de uma janela no cockpit se ter estilhaçado e um dos membros da tripulação ter sido “sugado parcialmente” para o exterior.

O comandante do voo, Liu Chuanjian, contou ao Diário Economico de Chengdu que o aparelho tinha acabado de atingir a altitude de cruzeiro (a 32 mil pés, ou nove quilómetros de altitude) quando um som ensurdecedor foi escutado no cockpit. Logo a seguir, registou-se uma queda súbita da pressão e da temperatura na aeronave. Quando o piloto olhou para o seu lado direito, reparou então que uma das janelas do cockpit estava completamente partida.

“Não houve qualquer aviso prévio. Quando reparei, a janela já se tinha quebrado e havia um barulho enorme. Pouco tempo depois, reparei que o co-piloto tinha sido parcialmente sugado para fora da janela”, relatou o piloto, citado também pela Reuters.

“Tudo no cockpit estava a flutuar. A maior parte do equipamento não funcionava e não conseguia ouvir o rádio. O avião estava a abanar com tanta força que não conseguia ler os manómetros”, recorda. O piloto foi forçado a aterrar de emergência manualmente.

O co-piloto, que com o cinto de segurança colocado, conseguiu ser puxado de volta para o interior do avião e sobreviveu ao acidente apenas com escoriações e um pulso torcido. Um segundo membro da tripulação também sofreu ferimentos ligeiros durante a aterragem de emergência. Os restantes elementos da tripulação, bem como os 119 passageiros que seguia a bordo do avião, escaparam ilesos.

O caso está agora a ser investigado pelasd autoridades chinesas. O aparelho fazia a rota entre a cidade de Chongqing e Lhasa, a capital do Tibete, mas foi forçado a aterrar em Chengdu apenas uma hora após a descolagem, cerca das 6h25 de segunda-feira (ainda 23h25 de domingo em Lisboa).

“A tripulação estava a servir-nos o pequeno-almoço quando o avião começou a tremer”, disse um passageiro a uma agência noticiosa estatal chinesa. “Não percebemos o que se estava a passar e entrámos em pânico. As máscaras de oxigénio caíram… e sentimos uns segundos de queda livre antes de voltar a estabilizar.”

O registo de pequenas fissuras em janelas do cockpit, normalmente devido ao embate com pássaros a baixas altitudes ou à ocorrência de trovoada, não é incomum. No entanto, é invulgar a completa desintegração de uma janela.

Em Março, uma passageira de um voo da companhia aérea norte-americana Southwest Airlines morreu após ser parcialmente sugada através da janela do avião, que foi atingida por fragmentos de um motor que explodiu.

pub