Home / Lusofonia / Presidente Nyusi convidado à Cimeira da CPLP

Presidente Nyusi convidado à Cimeira da CPLP

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, recebeu segunda-feira, em audiência, o enviado do seu homólogo da Guiné-Equatorial, Teodoro Obiang Nguema, que era portador de um convite participar na próxima Cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a ter lugar em Cabo Verde, em Julho próximo.

Foi portador da mensagem o ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação da Guiné-Equatorial, Agapito Mbsa Mokuy, que não prestou declarações à imprensa.

O ministro moçambicano dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, José Pacheco, que anunciou o facto, explicou que a visita de Mokuy também surge no âmbito do reforço das relações de cooperação entre os dois países.

Durante o encontro, também foram abordados os preparativos e alguns temas que serão tema de discussão durante o evento.

“Na Cimeira vão ser discutido assuntos sobre o desenvolvimento da linha de projectos económicos da CPLP, o papel que os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e da CPLP podem desempenhar para que esta comunidade seja forte para os interesses”, referiu.

Vincou que outro objectivo da Cimeira é criar um ambiente e espaço de negócios para que estes países tenham ganhos múltiplos e com vantagens mútuas.

A Livre Circulação de Empresários, ou seja Vistos de Negócios e a Constituição de um Tribunal de Arbitragem e de Mediação da CPLP de modo a evitar que o recurso aos tribunais internacionais, como tem sido até agora, é outro tema que também vai a debate.

A XII Cimeira da CPLP, a ter lugar na ilha do Sal, entre os dias 17 e 18 de Julho do corrente ano, marca o arranque da presidência de Cabo Verde à frente da organização que decorrerá sob o lema “Cultura, Pessoas, Oceanos” e deverá ter como uma das discussões políticas centrais a questão da circulação e mobilidade no espaço lusófono.

A data do início da Cimeira também coincide com o aniversário da CPLP, que assinala 22 anos de existência, no dia 17.

A última Cimeira decorreu em Brasília, capital do Brasil, a 31 de Outubro e 1 de Novembro de 2016, quando a presidência brasileira assumiu como prioridade a implementação dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (Agenda 2030, definida pelas Nações Unidas).

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, S. Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

pub