Home / Desporto / Torres Pereira diz que Bruno de Carvalho recusou abandonar instalações

Torres Pereira diz que Bruno de Carvalho recusou abandonar instalações

Presidente da Comissão de Gestão garante que a documentação não dava a possibilidade de Bruno de Carvalho reassumir funções e diz que o dirigente só deixou Alvalade após intervenção da polícia.

Artur Torres Pereira, presidente da Comissão de Gestão do Sporting, lançou duras críticas a Bruno de Carvalho.

Começou por esclarecer que o clube foi citado “a 1 de agosto para tomar posição relativamente a um providência cautelar na qual era pedida a suspensão da deliberação social da Assembleia Geral de 23 de junho”. E continuou: “Encontra-se ainda a decorrer o prazo da resposta não tendo sido proferida ainda nenhuma decisão.”

Depois a ‘visita’ de Bruno de Carvalho: “O ex-presidente compareceu nas instalações do clube alegando ter na sua posse a decisão do tribunal. Analisada a documentação provou-se ser tudo mentira. Não existia decisão judicial que suspenda decisões tomadas por sócios e que permite reassumir funções. O ex-presidente recusou retirar-se das instalações, mesmo depois de comprovado que trazia mão cheia de nada e outra cheia de coisa nenhuma. Chamada a PSP, esta garantiu a sua saída. Já estamos habituados a atitudes de desprezo do ex-presidente pelos sócios e clubes. Hoje todos os limites foram ultrapassados. O clube tenta recompor-se de desvarios do ex-presidente, este revelou continuar a ser foco de confusão, perturbação e desestabilização colocando interesses pessoais à frente do Sporting. Isto mostra porque os poucos apoiantes que ainda tem o vão abandonando.”

pub