Home / Portugal / Choque frontal violento mata funcionário de tribunal na Guarda

Choque frontal violento mata funcionário de tribunal na Guarda

Um homem morreu num acidente de viação, na manhã desta quarta-feira, na Estrada Nacional 332, perto de Vilar de Amargo, concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda.

Trata-se de António Casimiro Delgado, funcionário do tribunal daquele concelho.

Durante o percurso para ao local do acidente, o comandante dos bombeiros voluntários locais despistou-se, ficou encarcerado na viatura e sofreu ferimentos considerados graves, nomeadamente nas pernas, tendo sido transferido para o Hospital da Guarda.

O alerta para um choque frontal entre um carro ligeiro e um pesado de mercadorias chegou pouco depois das 8.30 horas, tanto aos bombeiros de Vila Nova de Foz Côa como aos de Figueira de Castelo Rodrigo.

Segundo disse o comandante dos bombeiros foz-coenses, Rafael Almeida, o ligeiro embateu de “forma violentíssima” contra o pesado. O condutor do primeiro “terá tido morte imediata”, enquanto o do segundo “não teve quaisquer ferimentos”.

António Casimiro Delgado teria uma idade na casa dos 50 anos. Residia em Vila Nova de Foz Côa e trabalhava no Tribunal de Figueira de Castelo Rodrigo. O acidente aconteceu quando, supostamente, se deslocava para entrar ao serviço às 9 horas.

Nas operações estiveram envolvidos 24 elementos das duas corporações de bombeiros acionadas para o local, da GNR, da ambulância com Suporte Imediato de Vida de Vila Nova de Foz Côa e da Viatura Médica de Emergência e Reanimação da Guarda.

pub