Home / Portugal / Economia PT / Como Salgado e Morais Pires esconderam os problemas do BESA

Como Salgado e Morais Pires esconderam os problemas do BESA

Esquema: Presidente e administrador financeiro do Banco Espírito Santo ocultaram situação do banco angolano durante anos.

Dia 25 de julho de 2014. Sexta-feira. Faltavam nove dias para o fim do Banco Espírito Santo (BES). A Comissão Executiva, já liderada por Vítor Bento, reunia e tomava uma série de importantes decisões sobre a relação com o BES Angola (BES).

Na altura, já se sabia que o caso era grave mas só na semana seguinte chegaria a certeza de que o buraco vindo de Luanda era demasiado grande para a casa-mãe aguentar o embate.

Vítor Bento, José Honório e João Moreira Rato, que entraram no BES em meados de julho, não chegam sequer a aquecer o lugar. A 3 de agosto é aplicada a medida de resolução ao BES. Bento inicia a mudança de imagem dos balcões para Novo Banco mas a 13 de setembro apresenta a demissão.

pub