Home / Mundo / Deixavam que senhorio violasse a filha menor para não pagarem renda

Deixavam que senhorio violasse a filha menor para não pagarem renda

Uma jovem de 15 anos terá sido repetidamente abusada sexualmente pelo senhorio, no Paraguai. A mãe e o padrasto foram detidos por terem deixado que os ataques se perpetuassem para que não pagassem a renda da casa.

Juan Domínguez, de 46 anos, foi detido pela polícia de Quilmens. O homem e dono da casa onde a família vivia está acusado de violação de menores.

As agressões à rapariga de 15 anos, que duraram cerca de dois anos, terão acontecido com autorização da mãe biológica e do padrasto. As autoridades acreditam que Ramona Perla, de 37 anos, e Julián Agripino, de 65 anos, terão permitido agressões em troca de não pagar renda da casa.

A adolescente foi resgatada depois de uma denúncia feita por uma tia e as autoridades fizeram as três detenções no mesmo dia.

Ao portal “Infoabe”, fonte próxima da investigação adiantou que a mãe da rapariga, que até 2016 trabalhou como empregada de limpeza, terá sido ameaçada para entregar a filha ao senhorio. Ainda assim, a mulher é acusada de promoção e facilitação da prostituição.

O mesmo site adianta que as autoridades estão a investigar a hipótese de a rapariga ter engravidado, sendo, depois, obrigada a abortar.

A jovem está agora ao cuidado de uma instituição de proteção de menores.

pub