Home / Portugal / Lince ibérico encontrado morto em Espanha tinha 300 chumbos no corpo

Lince ibérico encontrado morto em Espanha tinha 300 chumbos no corpo

O responsável pelo programa Life Iberlince, Miguel Simón, diz que 2018 é o segundo pior ano para estes animais, com 27 atropelamentos, só em Espanha, estimando o total de mortes em pouco mais de 30.

Um lince com três anos foi encontrado morto, perto de Córdoba, cravejado de chumbos. A denuncia é feita por um dos coordenadores do programa de preservação do lince ibérico , de acordo com a rádio Cadena Ser.

Através da rede social Twitter, o biólogo Miguel Simón mostra uma radiografia tirada durante a necropsia do animal, onde são visíveis centenas de pequenos pontos, que serão os chumbos de cartuchos usados em espingardas de caça.

O investigador desabafa que assim fica difícil o trabalho de dois países e 22 parceiros. Na mesma mensagem, Miguel Simón apela ao maior empenho de todos, para tornar um sucesso a preservação desta espécie.

Em declarações a secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza confirmou que a causa da morte do lince foram “as partículas de chumbo que são lançadas por determinado tipo de armas, muitas vezes usadas para a caça”.

Célia Ramos frisou que “as autoridades espanholas farão todos os esforços para apurar até às últimas consequências” as circunstâncias que levaram à presença de chumbo dentro do corpo do animal e que Portugal irá também acompanhar a situação. “Os linces ibéricos não conhecem fronteiras, portanto, trata-se de um animal que é nosso, da humanidade”, declarou a secretária de Estado.

O lince ibérico em causa chamava-se Marvel e nasceu em 2015. O responsável pelo programa Life Iberlince diz que 2018 é o segundo pior ano para estes animais, com 27 atropelamentos, só em Espanha, estimando o total de mortes em pouco mais de 30.

Este ano, nasceram mais de 120 linces, fazendo a população conhecida, subir de 600 para 650, no espaço de um ano.

pub