Home / Mundo / Morreu jovem que salvou a mãe de ser violada

Morreu jovem que salvou a mãe de ser violada

O jovem de 15 anos foi repetidamente golpeado com um haltere na cabeça tendo perdido parte do crânio.

Em maio de 2017, Vanya Krapivin, um jovem russo de 15 anos, chegou a casa no momento em que um vizinho tentava violar a mãe com recurso a uma faca. Vanya conseguiu salvá-la, atacando o agressor, no entanto ficou gravemente ferido depois de ter sido golpeado repetidamente na cabeça. 19 meses depois, o jovem acabou por morrer, revela a Sky News.

Vanya tentou usar um haltere de três quilos para atacar o agressor, no entanto Roman Pronin, o vizinho de 37 anos que tentava violar a Natalia Krapivin, conseguiu tirar-lhe o objeto da mão e usou-o para golpear várias vezes a cabeça do jovem, até que esteficasse inconsciente.

Roman Pronin, que já tinha sido preso por homicídio, esfaqueou ainda a mãe do rapaz com 27 golpes. Com medo de ser apanhado, e julgando que mãe e filho estavam mortos, o agressor acabou por fugir.

Natalia e Vanya foram encontrados pelos vizinhos inconscientes e foram levados para o hospital. Enquanto a mãe teve alta poucos meses depois, o jovem esteve em coma durante nove meses e, quando acordou, apresentava várias lesões cerebrais e uma deformação do crânio.

Foi preciso um ano para que o jovem começasse a dar sinais de recuperação, tendo começado a reconhecer os enfermeiros em junho deste ano. No entanto, uma gripe em outubro piorou a situação de Vanya que não resistiu e acabou por morrer esta terça-feira.

Aos 14 anos de prisão a que Roman Pronin foi condenado por duas tentativas de homicídio, junta-se agora uma adicional de homicídio pela morte de Vanya.

pub