Home / Mundo / Queria mudar idade para conhecer mulheres no Tinder. Tribunal não deixou

Queria mudar idade para conhecer mulheres no Tinder. Tribunal não deixou

Um homem que queria mudar a idade de nascimento, para aumentar as probabilidades de conhecer mais mulheres nas redes sociais, perdeu o caso na justiça holandesa.

Emile Ratelban, de 69 anos, tornou-se famoso um pouco por todo o Mundo depois de ter entrado em tribunal com um pedido no mínimo insólito. Queria diminuir em 20 anos a idade legal de forma a evitar situações de discriminação.

“Vivemos numa época em que se pode mudar o nome e o género. Também queria mudar a minha idade”, alegou o homem, citado pela BBC.

A justiça holandesa não concordou com os argumentos do homem, destacando que muitos dos direitos consagrados na lei têm por base a idade de uma pessoa. A mudança desse dado poderia trazer vários problemas. “Não há qualquer base legal para fazer essa mudança”, justifica o tribunal.

“Emile tem a liberdade para se sentir 20 anos mais novo e agir desse modo”, disseram os juízes, mas mudar os documentos legais “teria implicações legais e sociais indesejáveis”.

Emile nasceu a 11 de março de 1949, mas diz que se sente pelo menos 20 anos mais novo. Pede que a data de nascimento seja alterada para 11 de março de 1969 ou mais tarde. Segundo o jornal irlandês “The Irish Post”, o empresário, que se converteu ao budismo, disse: “Fiz um “check-up” e qual foi o resultado? A minha idade biológica é de 45 anos”.

“Quando tenho 69 anos, sou limitado. Se tiver 49, posso comprar uma casa nova, conduzir um carro diferente. Posso arranjar mais trabalho. Quando estou no Tinder e digo que tenho 69 anos, não recebo resposta. Quando tiver 49 anos, com a cara que tenho, vou estar numa posição de luxo”, afirmou o holandês.

pub