Home / Desporto / Rafael Camacho. O ‘Black Ronaldo’ está a caminho do Sporting

Rafael Camacho. O ‘Black Ronaldo’ está a caminho do Sporting

Jovem português do Liverpool deverá ser cedido aos leões até ao final da época. Steven Gerrard acredita que pode vir a ser “um extremo de topo”.

O Sporting está perto de assegurar por empréstimo o extremo Rafael Camacho, 18 anos, internacional português pelas camadas jovens que pertence aos quadros do Liverpool e que deverá chegar este mês a Alvalade cedido até ao final da época. A confirmar-se, trata-se de um regresso, já que foi no clube leonino que Rafael fez parte da sua formação, saindo depois em 2013 rumo ao Manchester City.

Rafael Camacho pertence aos quadros do Liverpool, clube com o qual tem contrato até 2020, mas está em negociações para ampliar o vículo por mais três temporadas. O extremo português chegou a ser utilizado por Jürgen Klopp em alguns jogos da pré-temporada e foi mesmo titular em julho, num amigável na internacional Champions Cup, nos Estados Unidos, diante do Borussia Dortmund. Antes, e, maio já tinha sido chamado pelo técnico alemão para integrar a convocatória para o jogo com a Roma, da segunda mão das meias-finais da Liga dos Campeões, embora não tenha atuado.

Mas o jovem português tem dado essencialmente nas vistas pelos escalões jovens do Liverpool, quer pela equipa de sub-18 como pelos sub-23 dos reds. Na época passada teve como treinador Steven Gerrard, o histórico jogador do Liverpool, que lhe chegou a fazer grandes elogios.

“Se ele quiser pode vir a ser um extremo de topo. Acredito que ele e outros jogadores da academia poderão um dia fazer parte das escolhas de Jürgen Klopp na primeira equipa”, disse citado pelo jornal Liverpool Echo.

Internacional sub-17 e sub-18 por Portugal, Rafael, que é filho de Euclides Camacho, antigo basquetebolista angolano do 1º de Agosto, Interclube Petro de Luanda, Benfica, Nacional e Lusitânia, e hoje empresário de jogadores, fez grande parte da sua formação no Sporting. Antes ainda passou pelo Vilafranquense (quando chegou a Portugal vindo de Angola, aos 7 anos, foi morar para Vila Franca) e um ano pelo Benfica, mas não ficou na Luz muito tempo, assinando pelo Sporting.

Em 2013 rumou a Inglaterra para integrar a equipa de juniores do Manchester City. Não ficou por conselho do pai e voltou a Portugal, ao Real SC, onde esteve uns meses mas não chegou a jogar. E foi de Massamá que deu o salto para Liverpool, clube pelo qual assinou um contrato profissional de três temporadas em agosto de 2017.

“Ainda cheguei a falar sobre o assunto com a direção do Real Madrid, mas acabei por optar pelo Liverpool, porque é um dos melhores clubes na Inglaterra na formação de jovens talentos. Também gostei do contacto que tive com o treinador Jürgen Klopp”, contou o empresário e pai do jogador ao Jornal de Angola, em agosto de 2017.

Rafael ganhou a alcunha de Black Ronaldo devido aos seus dribles e à velocidade no jogo. Mas garante que isso não lhe causa qualquer pressão. “Não ligo muito a isso, daí não sentir qualquer tipo de pressão. Cristiano Ronaldo é o melhor jogador do mundo e, por isso, quando dizem que tenho algumas características dele, só pode ser um fator de motivação. Sigo muito a carreira de CR7 e para mim o maior exemplo que nos dá é que o talento não basta, temos de trabalhar muito para chegarmos ao topo”, disse citado pelo Jornal de Angola, em janeiro, depois de ter recebido pelo Natal uma camisola de Ronaldo, que lhe foi dada pelo pai através do empresário Jorge Mendes, que também o representa.

pub